segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Pancadaria

       Em uma bela manhã de segunda feira, muito propícia para estar dormindo na sua confortável e quente cama, a animadíssima professora Rocambole pegava o ônibus para dar aula de gramática a seus queridos alunos.
      Ao parar no terminal, um casal lindo leva todo o seu amor para dentro do ônibus, casal esse que ela apelidou de “Gelzinho”, pois a menina modelava o seu lindo cabelo com meio pote de gel enquanto o seu “fofotchucho” usou a outra metade do pote para fazer o penteado mais bizarro do mundo. Ela olha para os dois e logo volta a sua atenção para uma redação que estava em seu colo.
       “Nossa, mas a Salsinha escreveu o texto inteiro com letras minúsculas, que burra, vou dar zero pra ela” pensa a professora, ela ainda corrigia redações quando sua atenção voltou-se para o casal novamente.
      - Môoo, ô fofotchuco, deixa sua borboletinha espremer essa espinha sua?- pede a dedicada namorada.
       - Não borboletinha, agora não, depois mozão...- eles não estão nem um pouco envergonhados e ela começa a virar o queixo dele para que possa espremer a espinha. Enojada, a professora tenta esquecer os dois e corrigir as redações, mas, diante do grito de pavor do rapaz por causa da unha gigante da namorada que lhe perfura a cara e das manifestações dela de: - TÁ QUASE SAINDO! TÁ QUASE SAINDO!- a professora não consegue.
      - NOSSA! Mas, vocês dois, pelo amor da “Lurdes do Pão de Queijo”, deixem isso pra quando chegarem em casa, ninguém precisa ver essa cena. – Rocambole grita.
       - Ah tia, vai pastar, fecha os olho então!- a menina responde.
       - Fecho é o caramba! –
       - Ce vai peitar vai? Vai vim é? Tô até ouvindo o “estralo” do meu punho na sua fuça! – e ela se aproxima de Rocambole, as duas saem nos tapas, puxões de cabelo e arranhões, até que o rapaz segura sua namorada e um senhor segura Rocambole.
      -PROOOOOOJETO DE MERETRIZ!- grita a professora.
      -SUUUUUBAQUENTA!- a menina berra.
      - VOLTA PRO BECO, VAI TRAFICAR MACONHA!-
     - MAS QUE MERDA, A GEOGRAFIA É DO BRASIL!-
     Todos param e ficam olhando pra menina diante daquela afirmação ridícula e ela se justifica.
     - Pô, eu estava sem argumento.-
     Enfim chega o ponto de Rocambole e ela conta animada essa história durante a primeira aula na sala do primeiro ano B, que escutam animadíssimos e sem sono nenhum.


(Baseado em fatos reais. Erros de ortografia nas falas da namorada Gelzinho foram cometidas de propósito. O texto está péssimo.)


Tema do Ariel: Portas de madeira
Frase do Ariel: Aprecia a paisagem meu filho, aprecia, antes que a sua mãe volte da padaria.


                    Beijos: Marcella Leal

2 Tensos passaram por aqui.:

Jessi disse...

aah nao tem nada de pessimo no texto, ta mto legal *-* kk

Ana.K disse...

Comecei o dia rindo aqui,
UAHSUAHSUHS